Poesias Pesadas

Licença Creative Commons
O trabalho Poesias Pesadas de Marcio Jung foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em http://paginadomarcio.blogspot.com.br.

sábado, 8 de setembro de 2018

O motivo da balbúrdia

pego-me a vasculhar
as brumas
do conhecimento

em busca das respostas
e das soluções para
o funcionamento do universo,

e o motivo pelo qual
o caos parece imperar
no mundo
e no universo,

mas sempre há
uma exceção

A ordem do universo

Ao que parece
a ordem
é o caos

não sei como
nem  porque
mas a desordem parece imperar.

Pois as exceções
intrigam-me
profundamente,

a ponto de
questionar-me
sobre a ordem das coisas.

As respostas não fecham
não há verdades que
não possam ser quebradas

e me pego
a perscrutar
a ordem segundo a qual
o universo funciona.

quinta-feira, 9 de agosto de 2018

Se você deixar ele te dominará

Você ainda não se deu conta
do que você é?
Você olha para o anel
como se ele fosse seu

Sem querer admitir
o que nós somos,
olhe ao seu redor
você ainda não se deu conta
de onde estamos?

Nós não somos
diferentes deles
pois o que os consome
é o que temos em nosso interior.

Todos nós somos orcs
uns por dentro e por fora
outros só por dentro

e a única forma de
não nos tornarmos orcs completos
é resistindo

pois
se você deixar
ele te dominará!

sábado, 28 de julho de 2018

sexta-feira, 20 de abril de 2018

Meu violão

Estou muito feliz pois comprei o que a muito queria, um violão, agora poderei dedicar-me a música!

segunda-feira, 16 de abril de 2018

Aqui tudo verdeja

Aqui tudo verdeja
e tudo brilha
como as estrelas

há leite,
há mel,
há alegria
e esperança

nesta cidade
que fica num lugar incomum
e que ninguém sabe como chegar

As luzes da cidade branca

As luzes da cidade branca
acalmam meu coração
pois sei que em casa estou,

então meu coração
se acalma e se
alívia,
na paz deste lugar
pois entre os elfos estou,