Poesias Pesadas

Licença Creative Commons
O trabalho Poesias Pesadas de Marcio Jung foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em http://paginadomarcio.blogspot.com.br.

quarta-feira, 13 de março de 2019

sexta-feira, 1 de março de 2019

Meu amigo Dingo

Meu amigo Dingo
deve estar contente
onde estiver

pois passei em uma prova
muito difícil
tão difícil que só agora
a transpus,

a dingo meu velho
agora lembro de ti
meu doce

Agradeço por tudo

Agradeço pelo mel sorvido,
agradeço pelo pão sovado
e pelas bagas devoradas

pois me ajudaram a prosseguir
e assim encontrei uma doce dama
que me fez sentar e descançar
e que me consolou e deu coragem

em suas terras eu vi coisas doces
vi também alguém que me acalmou
o coração cansado

e agora confiante
posso terminar

Agradecendo a Deus eu me alivio

Agradeço a Deus
por estar aprendendo
e parece que
assim alivio meu coração
carregado de tanto medo e dúvida,

agradeço as canções
dos elfos
e o milho do condado

Então eu agradeço

Então eu agradeço
pois esta batalha
tem sido dura,

mas tem valido apena
pois agora eu sinto
o vento que vem me brindar

O que eu quero

Eu quero as canções antigas
cantadas pelos heróis
e as canções de outrora,

que lembrava de coisas doces
coisas que eu via no condado,
o pão dos elfos
as bagas de milho,

pois la era o meu lugar

Um manso prado

Um manso prado eu vejo
e campinas verdejantes
eu toco,

passo pelas feras do campo
que me abanam o rabo
dóceis como gatos,