Poesias Pesadas

Licença Creative Commons
O trabalho Poesias Pesadas de Marcio Jung foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em http://paginadomarcio.blogspot.com.br.

Postagem em destaque

Meus e-books à venda

Aqui estão os links para meus e-books à venda na Saraiva  por R$ 2,99 cada: www.saraiva.com.br/poesias-de-dor-e-de-alegria-de-reflexao-e-d...

sábado, 27 de dezembro de 2014

O horror em meus olhos

AH! O horror em meus olhos,
horror inenarrável,
deste sonho horrendo,
meu deus! que sonho horrendo!

Choro em desespero,
desespero intenso,
será um sonho  ou não?



Meu deus! estou na floresta,
não pode ser,
não pode ser,

não foi um pesadelo,
tudo o quanto vi foi real!
Choro mais.

As visões horrendas dessa floresta,
demônios feíssimos,
bruxas.

Eu vi tudo isso,
e de alguma forma,
por alguns momentos, perdi a consciência.

A morte de uma jovem,
mas como vim  parar aqui?
Um fantasma vem até mim,
fico paralisado e ele fala:

Você descobriu o segredo da floresta,
segredo terrível,
segredo terrível,

não poderás fugir,
serás um de nós.
A visão desaparece,
olho em volta e nada,
de repente lembro das festividades
ao pé da fogueira,
as histórias que contaram,
alivio-me pois vejo que estou perto da aldeia.

Dou um suspiro, viro-me e vou rumo a aldeia.
O vinho entorpece e depois dele as distâncias são mau calculadas.

Nenhum comentário:

Postar um comentário