Poesias Pesadas

Licença Creative Commons
O trabalho Poesias Pesadas de Marcio Jung foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em http://paginadomarcio.blogspot.com.br.

Postagem em destaque

Meus e-books à venda

Aqui estão os links para meus e-books à venda na Saraiva  por R$ 2,99 cada: www.saraiva.com.br/poesias-de-dor-e-de-alegria-de-reflexao-e-d...

sexta-feira, 25 de novembro de 2016

A luz do farol


Meu coração estava
muito longe, navegando
em meio ao mar escuro,
cercado de escuridão espessa,
e por isso a luz do farol
até ele não conseguia chegar
e atravessar essa espessa escuridão.

As pessoas tentavam até ele chegar
mas não me avistavam
e eu a me afogar em meio a escuridão
das ondas e do coração
pois eram muito profundas e e escuras,
e em meu coração só rancor a me afogar,
que eu engolia com pesar
e que me cegava até sangrar.


As vezes a luz a mim chegava
mas entrecortada estava
e a visão tão embaçada
pelo rancor engolido 
de meu coração já embebido,
não deixava eu divisar
o caminho a percorrer.

Eu já desesperado
procurava por coisas
a me aliviar,
do rancor e da escuridão
a me cegar, e por pouco tempo
eu estava a divisar
a luz do farol a me chegar
que infelizmente em pouco tempo
se dissipava e eu voltava a me agoniar.

Mas agora já estou a ver
e a divisar uma luz tênue
que do farol vem a me encontrar
e por muito tempo ela
eu consigo segurar em minhas
mãos a tremular,
e como um barbante a segurar
eu estou até ela decidido a chegar.






Nenhum comentário:

Postar um comentário