Poesias Pesadas

Licença Creative Commons
O trabalho Poesias Pesadas de Marcio Jung foi licenciado com uma Licença Creative Commons - Atribuição-NãoComercial-SemDerivados 3.0 Não Adaptada.
Podem estar disponíveis autorizações adicionais ao âmbito desta licença em http://paginadomarcio.blogspot.com.br.

domingo, 11 de agosto de 2019

O violão maldito 2

Parou em frente a uma vitrine e lá estava o violão, era lindo, alaranjado como uma fruta fresca e madura com um símbolo, era ele. O instrumento atraiu a atenção e adoração do rapaz no momento em que o viu e realmente não pôde resistir ao seu chamado. O objeto que estava ali teria de ser seu de uma forma ou outra e o rapaz foi entrando na loja ávido e desejoso de comprar o belo instrumento musical. Aquela jóia praticamente havia chamado o rapaz para dentro da pequena loja oferecendo-se para ser totalmente sua e lhe dar o dom da música. E o jovem aceitara o convite de corpo e alma e instantâneamente sem saber do que existia por trás daquele pedido silencioso. Ele entrou e avidamente perguntou ao vendedor sobre a preciosidade que ali estava sendo observado com certa desconfiança pelo funcionário que a poucos dias recebera o objeto em doação. Ele mostrou o violão e tocou uma música que encantou o futuro comprador que pediu para tocar um pouco. Quando tocou no instrumento um sentimento de confiança e entusiasmo tomou conta de si e o rapaz começou a tocar como um profissional habilidoso deixando a si e ao próprio vendedor impressionados somando-se a isso a circunstância como o violão viera parar na loja e que o vendedor achara melhor não comentar. O garoto começou a tocar uma música antiga com maestria e pessoas começaram a prestar atenção no domínio que o jovem mostrava perante o instrumento chegando a aplaudi-lo isso o deixou muito confiante e alegre sabendo que seu desejo estava prestes a se realizar. O funcionário da loja lembrou do dia em que um homem mostrando-se bastante preocupado viera até o comércio para se desfazer do objeto e inclusive assinara um termo de doação da peça dizendo que precisava livrar-se daquilo rapidamente e como o patrão era apaixonado por bons negócios resolveu aceitar a proposta, e agora, vendo aquele rapazinho tocando tão bem começava a achar que havia mesmo algo de estranho com o violão. O fato é que agora o moço poderia voltar pra casa com o seu violão mágico.
                                                                                                                                   
                                                                                                                                       C O N T I N U A

Nenhum comentário:

Postar um comentário